7 Hábitos de Pessoas Realmente Genuínas

Tendemos a valorizar pessoas “verdadeiras” e pensar mal daquelas que percebemos como “falsas”, mas por quê?
Afinal de contas, o que motiva a “falsidade” é um esforço para parecer mais atraente ou impressionante, por isso não deveríamos achar as pessoas que se preocupam com as nossas opiniões mais atraentes do que aquelas que, por definição, agem à sua própria maneira, independentemente do que pensamos?

Não, não deveríamos por três razões básicas:

– Somos muito mais propensos a confiar em uma pessoa genuína do que em uma falsa porque acreditamos que aqueles que são fiéis a si mesmos também são susceptíveis de serem fiéis e honestos com a gente.– Geralmente associamos a autenticidade com características atraentes, como força de caráter e resiliência emocional – assim, ser fiel a si mesmo indica confiança, tenacidade e, muitas vezes, até mesmo bravura.– Somos atraídos por qualidades como a unicidade e a individualidade, o que pessoas genuínas normalmente têm de sobra.

Muitos esforços de autoaperfeiçoamento e auto-descoberta são necessários para se conseguir viver uma vida mais autêntica.
Adotar os sete hábitos a seguir pode ajudá-lo a se tornar uma pessoa mais genuína, no entanto, o equilíbrio é importante. O exagero pode fazer mais mal do que bem, então não se esqueça de definir metas moderadas.

1. Pessoas genuínas falam o que pensam.

 

Este é, na verdade, um hábito de dois passos. Pessoas genuínas tomam algum tempo para descobrir as suas próprias opiniões e perspectivas, e não têm vergonha de partilhá-las com os outros. A maneira pela qual compartilham suas opiniões também é importante: pessoas genuínas ficam confortáveis ao apresentar suas idéias, elas não sentem necessidade de convencer os outros de que estão certas. Uma coisa que os ajudam a entrar em contato com suas verdadeiras opiniões e perspectivas é …

2. Pessoas genuínas respondem às expectativas internas e não externas.

Pessoas genuínas passam tempo explorando suas próprias crenças, ideais, padrões e expectativas, porque elas contam com estas respostas para se orientarem na vida. É claro que identificar suas próprias ideias e crenças não é uma tarefa fácil, uma vez que elas podem facilmente entrar em conflito com as crenças e padrões da família, comunidade e cultura em que você foi criado. Na verdade, ser autêntico é freqüentemente associado com ser corajoso porque…

3. Pessoas genuínas forjam seus próprios caminhos.

 

Ser autêntico não é apenas sobre o que você pensa ou diz, mas também sobre o que você faz no mundo. Ser guiado por uma bússola interna não significa ter que seguir as rotas convencionais para atingir seus objetivos. Portanto, pessoas genuínas procuram descobrir sua própria maneira de alcançar seus propósitos, muitas vezes, forjando um caminho totalmente novo. O risco de forjar um caminho novo é não ter a certeza de que todos os seus esforços serão recompensados. No entanto…

4. Pessoas genuínas não se sentem ameaçadas pelo erro.

A razão pela qual a maioria das pessoas seguem rotas convencionais é que elas se sentem mais ´´seguras”, e, portanto, mais propensas a alcançar o sucesso. Por outro lado, tomar a estrada menos (ou nunca) escolhida é arriscado e pode levar ao fracasso. No entanto, pessoas genuínas não se sentem ameaçadas pela ideia do fracasso. Na verdade, elas veem o fracasso como parte integrante de sua jornada, uma fonte de aprendizado e uma experiência enriquecedora a partir do qual elas podem crescer. Em outras palavras, elas veem seus erros como instruções, em vez de ameaças…

5. Pessoas genuínas admitem seus erros.

Para ser fiel aos seus sentimentos e opiniões, primeiro você deve ser honesto consigo mesmo sobre seus os pensamentos, crenças e comportamentos – o que se assemelha a um confronto do bem contra o mal. Como tal, as pessoas genuínas são propensas a reconhecer suas falhas e deficiências, a aceitá-las, de modo que assumam a responsabilidade pelos resultados de suas ações. Na verdade, a capacidade de reconhecer suas falhas, erros e fracassos se estende para além do modo como eles se veem, de modo que…

6. Pessoas genuínas não julgam os outros.

Ser honesto sobre suas próprias falhas e abraçar a individualidade e as diferenças, faz com que as pessoas genuínas sejam menos críticas e aceitem mais as pessoas ao seu redor. A relutância em ver as pessoas através de uma lente de parcialidade, ou de expectativas preconcebidas, lhes possibilita ter uma perspectiva mais pura dos outros. E todos os hábitos listados acima se baseiam em um núcleo característico das pessoas genuínas…

7. Pessoas genuínas têm autoestima sólida.

Ter auto-estima sólida significa ter uma auto-estima estável, que não é nem muito alta nem muito baixa. (Narcisistas, por exemplo, têm uma auto-estima alta, mas frágil). Como resultado, pessoas genuínas podem tolerar e absorver o fracasso e as críticas, admitir suas falhas, e serem aceitas pelos outros, porque elas não se sentem ameaçadas pela imperfeição. Na verdade, ter uma auto-estima sólida, por definição, faz com que você consiga absorver o feedback (tanto negativo quanto positivo) e reconheça os aspectos do seu caráter que precisam ser trabalhados, sem que isso diminua a sua auto-estima.
Fonte: PsychologyToday traduzido e adaptado por Psiconlinews


Gostei muito dessa matéria, traz reflexão profunda o quanto realmente é genuíno, além do mais o quanto é sincero com você e com os outros.
Selma

About Selma Flavio

Selma Flávio – Terapeuta Sistêmica e Vibracional – Partner Internacional Sistema Floral de Bach e outros sistemas florais, EFT (Emotional Freedom Techniques), Taróloga, Constelação Familiar Sistêmica. Formação em Pedagogia, e Educação Transdisciplinar.

Proporciona atendimentos terapêuticos, individuais e grupo, cursos e workshops, em Constelação Familiar e Técnicas Transpessoais.

Maiores informações e agendamentos pelo whatsapp
11-97387.3144 – CTN – SP nº. 0879

www.selmaflavio.com.br
Facebook www.facebook.com/TerapiaDesenvolvimentoPessoal
selmaflavio@gmail.com

Deixe uma resposta